Google+ Badge

Anatel homologa baterias de novos iPhones (mais 7 notícias)

Anatel homologa baterias de novos iPhones (mais 7 notícias)

Link to Tecnoblog

Anatel homologa baterias de novos iPhones

Posted: 30 Sep 2014 02:19 PM PDT

Pelo visto, a espera pela chegada do iPhone 6 e do iPhone 6 Plus ao Brasil não será muito longa. A Anatel publicou hoje a homologação de diversos modelos de baterias dos dois smartphones, pela Apple.

iphone 6 comparacao 2

Foram, no total, 12 modelos de baterias homologados. Todos estão presentes nos aparelhos identificados como A1549 ou A1549, cujos nomes comerciais são iPhone 6 e 6 Plus. Esses modelos são os vendidos nos EUA pelas principais operadoras americanas, como AT&T, Verizon e T-Mobile. A boa notícia, então, é que quem já comprou os novos iPhones nos EUA terá garantia válida por aqui também.

Ainda não dá para saber exatamente quando os iPhones devem chegar por aqui. Mas a homologação das baterias é o primeiro passo para que isso ocorra, então não deve demorar muito para sair a homologação dos aparelhos – dá para apostar que eles estejam sendo testados enquanto você lê este post.

Anatel homologa baterias de novos iPhones








Pebble está mais barato: smartwatch custa a partir de US$ 99

Posted: 30 Sep 2014 01:19 PM PDT

Um dos produtos mais bem-sucedidos do Kickstarter, o Pebble é um smartwatch que, lançado há cerca de dois anos, já recebeu diversas atualizações, inclusive no design: além da tradicional versão de plástico, ele ganhou, no ano passado, uma que tem a pulseira de metal.

Hoje, a empresa, que tem o mesmo nome do relógio, anunciou mais novidades. A primeira é um aprimoramento de suas funções fitness, permitindo que ele monitore todas as atividades físicas e o sono.

pebble-review-abre-alt

Mas, se você não tem um Pebble para aproveitar isso, a segunda novidade é mais interessante: um corte no preço das duas versões do relógio. O modelo tradicional passou a custar US$ 99 e o Steel, US$ 199.

Com as novas etiquetas, eles continuam sendo opções interessantes mesmo com os smartwatches de grandes fabricantes sendo anunciados e lançados. O Pebble ainda tem um atrativo a mais, que é o baixo consumo de energia graças à tela e-ink e que, consequentemente, aumenta a duração de sua bateria para até sete dias.

É uma boa opção para se aventurar no mundo dos wearables e, sim, entrega no Brasil. Nós já fizemos um review dele aqui no Tecnoblog; clique aqui para lê-lo e conhecer o smartwatch um pouco melhor.

Com informações: AnandTech

Pebble está mais barato: smartwatch custa a partir de US$ 99








Netflix estreará filme simultaneamente com cinemas

Posted: 30 Sep 2014 12:05 PM PDT

Caso alguém ainda duvide que o modelo de negócios seguido pelo Netflix (e por tantos outros serviços on-demand) seja o futuro do consumo de entretenimento, a empresa anunciou hoje que, pela primeira vez, irá lançar um filme em seu catálogo ao mesmo tempo em que o título chegará ao cinema.

Se trata de O Tigre E o Dragão: A Lenda Verde, continuação do filme de Ang Lee de 2000. Assim como o primeiro filme, contará com grandes sequências de ação e lutas marciais, com Michelle Yeoh e Donnie Yen novamente nos papeis de Yu Shu-Lien e Lobo Silencioso.

image006

O longa estreará para todos os assinantes de Netflix, sem restrição de região, e em algumas salas IMAX espalhadas pelo mundo no mesmo dia: 28 de agosto de 2015. Ou seja, será mais fácil encontrá-lo na  estreia no Netflix do que no cinema.

“Em territórios onde o lançamento será simultâneo nos cinemas e na Netflix, é ótimo oferecer aos consumidores a opção de decidir como, quando e onde eles querem ver o filme. Ao participar nesse formato alternativo de conteúdo, os cinemas também estarão inovando”, analisa Greg Foster, CEO da IMAX Entertainment.

Já o diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, disse ao NYT que espera que a notícia mostre a Hollywood que está na hora de dar aos fãs o que eles querem, e não insistir em métodos tradicionais de distribuição. “São duas experiências diferentes, como ir a um jogo de futebol e assistir a um jogo na TV”, exemplifica.

Sarandos também disse ao jornal americano que A Lenda Verde será o primeiro de vários lançamentos que o Netflix fará junto com os cinemas. A ideia de cinema em casa nunca foi tão verdadeira.

Netflix estreará filme simultaneamente com cinemas








As primeiras novidades do Windows 10, a próxima versão do Windows

Posted: 30 Sep 2014 10:14 AM PDT

windows-10-oficial

A Microsoft anunciou na tarde desta terça-feira (30) a próxima versão do Windows, que funcionará em uma série de dispositivos diferentes, de smartphones com telas pequenas a computadores com monitores gigantes. Não é brincadeira: depois do Windows 8, teremos o Windows… 10. O anúncio foi feito por Terry Myerson, vice-presidente de sistemas operacionais da Microsoft.

A ideia da Microsoft é unificar seus produtos, algo que vem sendo comentado há anos dentro da empresa. Agora que o Windows Phone e os computadores com Windows suportam aplicativos universais, isto é, que rodam no desktop, smartphone e tablet, chegou a hora de unificar também a loja de aplicativos, o que deverá fortalecer o ecossistema da Microsoft. Isso também significa que a marca “Windows Phone” deixa de existir: os futuros smartphones rodarão Windows 10 (sem desktop, claro).

windows-10

Para o desktop, a principal novidade aos amantes das versões antigas é a volta do menu Iniciar. Trata-se de um misto do menu antigo, que lista os programas instalados no computador, com a tela inicial do Windows 8, composta por Live Tiles que exibem informações dinâmicas. Os aplicativos modernos, que antes eram exibidos em tela cheia, poderão ser executados em uma janela na área de trabalho.

windows-10-menu-iniciar-blog

windows-10-desktop-metro

O Windows 10 terá a capacidade de gerenciar múltiplas áreas de trabalho, como já fazem o OS X e as principais distribuições Linux. Ao clicar em um botão novo na barra de tarefas ou deslizar o dedo a partir do lado esquerdo da tela, você verá o chamado Task View: o sistema exibirá miniaturas dos programas abertos em cada desktop.

windows-10-desktop-adicionar

windows-8-multilas-areas-de-trabalho

Outras novidades incluem a possibilidade de colar texto com o comando Ctrl+V no Prompt de Comando (!) e melhorias para ambientes corporativos: o Windows 10 será capaz de separar dados pessoais e corporativos em um mesmo dispositivo. Também haverá um modo chamado “Continuum”, que alterna entre os modos desktop e tablet de maneira prática, um recurso especialmente útil para híbridos, como o Surface.

A nova versão do Windows será lançada em meados de 2015, depois da conferência para desenvolvedores Build, em abril, quando a Microsoft revelará mais detalhes sobre os aplicativos universais. A Microsoft ainda não divulgou os preços do Windows 10, nem a política de atualizações para quem já possui licenças de versões anteriores do Windows.

Uma versão de desenvolvimento do Windows 10, o Technical Preview, será liberada a partir desta quarta-feira (1º) nesta página.

As primeiras novidades do Windows 10, a próxima versão do Windows








Lumia 930, um Windows Phone com hardware e visual caprichados

Posted: 30 Sep 2014 09:08 AM PDT

Lumia 930

O Lumia 930 marca presença na primeira leva de aparelhos da Microsoft a sair de fábrica com o Windows Phone 8.1. Mas a nova versão da plataforma, nem de longe, é a sua principal atração.

A novidade também vem com especificações de hardware respeitáveis, incluindo aí a sua agradável tela de 5 polegadas e câmera traseira com tecnologia PureView. O design externo também enche os olhos.

No Brasil, o modelo chegou oficialmente ao varejo em agosto de 2014 com preço sugerido de R$ 1.899, mas já é relativamente fácil encontrá-lo por menos de R$ 1.700.

Com ou sem desconto, o Lumia 930 vale a pena? A tela é realmente um ponto forte do modelo? Será que a bateria dá conta de especificações tão generosas? A câmera faz bonito mesmo? Eu testei o dispositivo por duas semanas para encontrar as respostas para estas e outras questões. Confira as constatações a seguir.

Design e pegada

Considerações estéticas são sempre muito pessoais, mas acho que você irá concordar comigo que o Lumia 930 é um aparelho bem desenhado e com ar de sofisticação.

Mérito dos traços simples, sem exagero de curvas, e de uma peça-chave: a borda metálica – de alumínio, mais precisamente – que envolve todas as laterais. Ainda que remeta ao iPhone 5/5s, é este detalhe que faz o Lumia 930 transmitir a sensação de robustez.

Lumia 930

A traseira é de policarbonato fosco, característica que, junto à leve curvatura da tampa nas extremidades, te ajuda a segurar o dispositivo com firmeza, mas só um pouco: no final das contas, você acaba se atendo à borda metálica para encaixá-lo na mão. Se a superfície desta fosse curvada, provavelmente, a pegada seria ainda mais segura e confortável.

O aparelho testado para este review possui traseira branca. É difícil deixar marcas de dedo ali, por outro lado, sujeirinhas aderem facilmente à superfície. Mas vale destacar que, no Brasil, a Nokia também oferece o modelo na cor preta e, mais recentemente, em tom laranja, embora eu tenha ficado com a impressão de que este último não combina muito com a borda de alumínio.

Lumia 930

Como é típico da linha Lumia, todos os botões físicos – liga/desliga, controle de volume e câmera – do 930 ficam na lateral direita. A parte superior dá acesso à saída P2 para fones de ouvido e à entrada do chip da linha telefônica (tipo nano-SIM).

A traseira não é removível, portanto, faz sentido este slot estar ali. Aliás, a Microsoft fez um bom trabalho com ele: a bandeja do cartão é facilmente retirável, não sendo necessário nenhum acessório para puxá-la ou encaixá-la de volta.

Lumia 930

Em termos gerais, o que talvez mais incomode no Lumia 930 é o seu peso: com 167 gramas, o modelo não está entre os topos de linha mais leves do mercado. Tendo 9,8 mm, a espessura também mostra que não é o seu ponto forte.

Na parte frontal, a Microsoft manteve os botões do sistema – Voltar, Home e Buscar – de maneira fixa, logo abaixo da tela. Não sei quanto a você, mas eu prefiro assim. Em alguns modelos mais recentes, a companhia aumentou ligeiramente a resolução para integrar estes botões à interface do sistema. Se é para ter mais espaço na tela, que seja para ampliar a área útil.

Lumia 930

Tela

No grandalhão Lumia 1520, outro topo de linha, a Microsoft optou por uma requintada tela IPS. Com o Lumia 930, no entanto, a companhia preferiu voltar ao AMOLED.

Trata-se de um painel AMOLED dos bons, convém frisar: as cores são vivas, mas não exageram na saturação, e os níveis de contraste, assim como os tons de preto, são bastante satisfatórios.

Tendo 5 polegadas de tamanho, a tela do Lumia 930 se daria bem com a resolução HD, mas a Microsoft seguiu a tendência dos flagships atuais e botou 1920×1080 pixels ali. Muito melhor! Esta combinação faz o display apresentar densidade de 441 ppi. Consequentemente, distinguir pixels é uma missão quase impossível.

A tela também se sai bem em ambientes bastante iluminados. Em uma área aberta, com forte incidência de luz solar, foi possível enxergar as informações no display sem grande esforço (vide a imagem abaixo). Olhar para a tela a partir de ângulos variados também é uma experiência agradável. Neste ponto, até há alguma perda de tonalidade, mas muito discreta.

Lumia 930

No resumo da ópera, a tela do Lumia 930 deve pouco ou nada a um painel IPS sofisticado em termos de qualidade visual. A tecnologia Gorilla Glass 3 também está presente para reforçar a resistência contra arranhões e impactos não muito intensos.

Há ainda um detalhe discreto, mas que não passa despercebido ao olhar mais atento: o vidro que recobre a tela tem uma leve curvatura nas extremidades. Trata-se apenas de uma característica estética, que não atrapalha em nenhum aspecto. Na verdade, a superfície da tela tem uma textura bastante suave e que facilita o deslizar dos dedos.

Lumia 930

Câmera

Com sensor de 20 megapixels, lente Carl Zeiss de seis elementos, estabilização óptica e a tão chamativa tecnologia PureView, a câmera do Lumia 930 divide com a tela os pontos fortes do modelo.

O tamanho do sensor é de 1/2,5 polegadas, a média para smartphones com câmeras mais sofisticadas. Por outro lado, o Lumia 930 tem abertura de f/2,4, enquanto muitos modelos já oferecem f/2,0.

Lumia 930

Para quem não se prende muito aos detalhes técnicos, o importante é saber que, sim, a câmera do Lumia consegue fazer bonito na maioria das situações. Nas fotos diurnas, as imagens apresentam ótima definição, boa fidelidade de cores e quase nenhum ruído, mesmo em condições de iluminação apenas medianas.

Eventualmente, você pode notar excessos em alguns aspectos, como tonalidades que fazem a foto parecer mais escura. A salvação aqui são os ajustes manuais que o sempre ótimo app Lumia Camera propicia.

Teste de câmera - Lumia 930

Teste de câmera - Lumia 930

Teste de câmera - Lumia 930

Os smartphones com PureView costumam fazer boas noturnas. Com o Lumia 930 não é diferente. E há um reforço substancial aqui: a iluminação flash é do tipo LED duplo, que ajuda não só na diminuição do ruído, mas também torna o foco mais rápido.

A estabilização óptica desempenha bem a sua função, mas é na gravação de vídeo que o recurso faz grande diferença, embora a correção de movimentos mais bruscos crie um efeito estranho, como se a imagem tivesse sido levemente torcida em determinado ponto.

Felizmente, não é nada que desabone a qualidade dos vídeos. Além da estabilização óptica, a câmera pode ser auxiliada por recursos que dão aquela incrementada na gravação. Você pode contar, por exemplo, com som estéreo direcional e ativação do flash durante as filmagens.

O vídeo de exemplo foi registrado em 1080p, mas a futura atualização de software Lumia Denim promete fazer o Lumia 930 suportar gravações com resolução 4K.

De modo geral, é possível gerar fotos e vídeos excelentes com os modos automáticos da câmera do Lumia 930. Porém, os melhores resultados requerem uma boa dose de paciência para que você consiga encontrar os ajustes certos para cada tipo de situação.

Foto com ampliação de 65%

Foto com ampliação de 65%

Além de disparar fotos, o botão físico dedicado à câmera também pode ser usado para acioná-la rapidamente, mesmo com o aparelho bloqueado, como você deve saber. No Lumia 930, basta pressionar o botão por apenas dois segundos para o Nokia Camera estar pronto para uso, um intervalo de tempo muito bom.

A câmera frontal também marca presença no modelo, mas não foge do básico: seu sensor é de 1,2 megapixel e é capaz de gravar vídeos em 720p.

Software

Por vir com o Windows Phone 8.1, o Lumia 930 conta com alguns recursos que já são triviais em outros sistemas operacionais móveis, mas que faziam falta na plataforma da Microsoft.

A área de notificações acessível pela barra no topo da tela é uma delas. Além de dar acesso rápido às últimas mensagens, às atualizações de aplicativos e outras informações relevantes, esta central oferece atalhos para determinadas funções, como ajuste do brilho da tela, redes Wi-Fi e Bluetooth. É possível personalizar estas funções nas configurações do sistema.

Windows 8.1: mais Tiles, área de notificações e assistente Cortana que só fala inglês (embora já reconheça alguns comandos em português

Windows 8.1: mais Tiles, área de notificações e assistente Cortana que só fala inglês (embora já reconheça alguns comandos em português)

Outras novidades incluem suporte a mais “Tiles” na tela principal, a assistente de voz Cortana (que, por enquanto, só funciona a contento em inglês) e teclado virtual com escrita deslizante no melhor estilo Swype ou SwiftKey.

Lumia Camera, HERE Maps, MixRadio e outros aplicativos marcantes da Nokia não ficaram de fora. Entretanto, senti falta do Nokia Glance, ferramenta que exibe discretamente notificações e outras informações úteis quando o aparelho está com a tela bloqueada.

MixRadio, HERE Maps e agenda

MixRadio, HERE Maps e agenda

Pelo o que eu consegui apurar, o Lumia 930 não recebeu o Glance porque o recurso não funciona com o tipo de painel AMOLED do modelo. A Microsoft poderia ter optado por uma tela semelhante à usada no Lumia 1520 (este sim compatível com o Glance), mas esta poderia afetar negativamente a autonomia da bateria.

Desempenho

O Lumia 930 é equipado com chip quad-core Snapdragon 800 de 2,2 GHz, GPU Adreno 330 e 2 GB de RAM. A soma desta combinação com a otimização do Windows Phone não poderia ter dado outro resultado: o aparelho se comportou muito bem na execução de todas as suas tarefas.

Nos testes feitos, não ocorreram "engasgadas", travamentos ou demora para abrir aplicativos. O jogo Asphalt 8: Airborne, por exemplo, que exige bastante do hardware, rodou de maneira fluída, sem sacrificar a jogabilidade ou detalhes visuais.

Me incomodou, por outro lado, a facilidade com a qual o smartphone aquece durante a execução de aplicativos mais pesados. Não é nada suficiente para “queimar as mãos”, é bom dizer, mas em situações do tipo, muita gente se sente impelida a interromper a tarefa por temer que o aquecimento danifique o aparelho.

A Microsoft só oferece o Lumia 930 com 32 GB para armazenamento de dados. Destes, pouco mais de 25 GB estão disponíveis ao usuário. Considerando a média do mercado, este é um espaço generoso e que, pelo menos na maioria dos casos, consegue compensar a falta de suporte a cartões microSD.

Bateria

A bateria do Lumia 930 não chega a decepcionar, mas tendo 2.420 mAh, deixa a impressão de que poderia ter autonomia um pouco maior.

Na tentativa de simular um dia típico de uso, executei as seguintes tarefas: reprodução do filme Salt (1h40min) via Netflix com Wi-Fi ativado e tela com brilho máximo, streaming de áudio via MixRadio durante 1 hora, 30 minutos de jogatina com o game Asphalt 8: Airborne, uso do Internet Explorer por 20 minutos, chamada de 10 minutos e utilização do HERE Maps durante uma viagem de carro por cerca de meia hora.

Ao final de todas estas tarefas, a carga da bateria do Lumia 930 havia pulado de 100% para 29%. O HERE Maps foi o aplicativo mais exigente: antes de sua execução, o nível da bateria estava em 50%, aproximadamente.

Na prática, você provavelmente conseguirá manter o smartphone um dia inteiro longe da tomada, desde que tome cuidado com a execução de aplicativos exigentes.

Na recarga, o Lumia 930 demorou 3h06min para ir de 5% a 100%. Em relação a este aspecto, vale mencionar que o aparelho é compatível com recarregamento via indução, embora os acessórios destinados a este fim não tenham sido testados.

Conclusão

Para quem simpatiza com o Windows Phone e faz questão de um smartphone parrudo, o Lumia 930 desponta fácil como uma opção a ser considerada.

Lumia 930

A Microsoft fez um trabalho primoroso com a tela, a câmera entrega fotos e vídeos bastante convincentes – especialmente depois que você fica íntimo dos ajustes – e o desempenho do aparelho nas mais diversas aplicações é impecável, ainda que o usuário tenha que direcionar um olhar vigilante à bateria.

Para um aparelho topo de linha, a média de preços do Lumia 930 está dentro do razoável – como informado no início do review, não é difícil encontrá-lo por menos de R$ 1.700.

É fato que há alguns deslizes. O Glance, por exemplo, não é imprescindível, mas seria interessante contar com esta ferramenta. Além disso, o Lumia 930 não é acompanhado de fones de ouvido. Pelo preço cobrado, a Microsoft poderia ter incluído pelo menos um modelo básico.

Mas, perto do que o Lumia 930 oferece, estes aspectos acabam não sendo desabonadores. Do ponto de vista técnico, o fator mais limitante recai sobre a plataforma: o Windows 8.1 apresenta um amadurecimento significativo e o seu ecossistema de aplicativos vem melhorando mês a mês, mas, para muita gente, o Android e o iOS continuam sendo mais relevantes nestes aspectos.

Se este não for o seu caso e se o orçamento permitir, dá para apostar no Lumia 930 sem pensar duas vezes.

Especificações

  • Bateria: 2.420 mAh;
  • Câmeras: traseira de 20 megapixels, frontal de 1,2 megapixel;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, NFC, Bluetooth 4.0 e microUSB 2.0;
  • Dimensões: 137x71x9,8 mm;
  • GPU: Adreno 330;
  • Memória externa: não há;
  • Memória interna: 32 GB (cerca de 25 GB livres);
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Peso: 167 gramas;
  • Plataforma: Windows Phone 8.1;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 800 quad-core com 2,2 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio e proximidade;
  • Tela: AMOLED de 5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels (441 ppi) e proteção Gorilla Glass 3.

Lumia 930, um Windows Phone com hardware e visual caprichados








Claro, TIM e Vivo ficam com os três lotes nacionais do 4G de 700 MHz

Posted: 30 Sep 2014 08:22 AM PDT

Causando surpresa em ninguém, as três maiores operadoras do país arremataram os três lotes nacionais do 4G de 700 MHz nesta terça-feira (30) no leilão da Anatel. Claro, TIM e Vivo ficaram com os lotes que permitem oferecer conexão 4G em todo o território brasileiro. A Oi, que possui uma dívida líquida bilionária, anunciou na semana passada que não participaria do leilão. A Nextel também ficou de fora.

Com três grandes lotes e três grandes operadoras, não houve nenhuma disputa. A Claro foi a primeira operadora a arrematar um lote nacional, por R$ 1,947 bilhão, valor apenas 1% (!) maior que o mínimo estipulado, de R$ 1,927 bilhão — em 2012, quando houve disputa com a Oi, a Claro chegou a pagar 34% acima do valor mínimo por um lote nacional do 4G de 2.600 MHz. A nova licença permitirá que a Claro use um espectro de 10+10 MHz para ampliar o 4G no país.

Será que a Claro vai vender o 4GMaxMax e a Vivo o 4GPlusPlus?

Será que a Claro vai vender o 4GMaxMax e a Vivo o 4GPlusPlus?

A TIM ficou com o segundo lote, também com ágio de 1% em relação ao mínimo exigido pelo edital. E, como as concorrentes já haviam arrematado seus lotes, a Vivo ficou com o lote 3 pagando R$ 1,927 bilhão, o valor mínimo. A Algar Telecom (CTBC), que tem atuação limitada no país, não disputou nenhum dos lotes nacionais.

Além de pagar ao governo pela licença de uso, as operadoras ainda deverão arcar com os custos da "limpeza" da faixa de 700 MHz. O 4G somente poderá começar a funcionar 12 meses após todas as emissoras de TV desocuparem a frequência na região — e isso vai demorar um pouquinho. Quem arrematou os lotes deverá pagar pelos equipamentos para que as emissoras transmitam na nova frequência e investir em soluções para evitar interferências na TV digital.

A maior vantagem do 4G de 700 MHz é que, com frequência menor, a penetração do sinal é maior. O 4G usado no país opera na faixa de 2.500 MHz a 2.690 MHz. Com a frequência menor de 700 MHz, as operadoras precisarão instalar menos antenas para cobrir a mesma área com o 4G, o que deve melhorar a cobertura do serviço e diminuir os custos.

areas-lotes-4g

O lote 5, que dá direito à operação do 4G de 700 MHz em 87 municípios de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo, ficou com a Algar Telecom, que pagou R$ 29,567 milhões pela licença, R$ 7 mil acima do mínimo. Naturalmente, nenhuma operadora que participou do leilão de hoje se interessou pelos lotes 4 e 6 — eles ficariam, provavelmente, com a Oi e a Sercomtel.

Claro, TIM e Vivo ficam com os três lotes nacionais do 4G de 700 MHz








Moto 360 será lançado no Brasil por R$ 899

Posted: 30 Sep 2014 07:10 AM PDT

moto-360-carregador

O Moto 360, primeiro smartwatch da Motorola com Android Wear, já tem preço definido: ele será lançado no Brasil por R$ 899, segundo a Folha de S.Paulo. Procurada pelo Tecnoblog, a Motorola confirmou o valor, mas ainda não divulgou a data de lançamento, limitando-se a dizer que o relógio será vendido a partir de outubro.

Usei o Moto 360 durante o evento de lançamento da Motorola e as primeiras impressões foram positivas. Apesar de possuir uma região inutilizada na parte inferior da tela devido a um sensor, o formato circular, o botão físico na lateral e as bordas extremamente finas colaboram para tornar o design atraente — e discreto, parecido com qualquer relógio de pulso convencional.

moto-360-frente-tradicional

A dúvida ainda é o software. Talvez a função mais atraente de fábrica seja a integração com o Google Now, mas fica difícil considerar a compra de um Moto 360 ou qualquer outro smartwatch com Android Wear com a baixa oferta de aplicativos de terceiros. Também tem a questão da bateria: as primeiras análises foram negativas, mas uma atualização de software melhorou significativamente a autonomia, segundo relatos.

Leia as primeiras impressões do Moto 360 e o desmanche do smartwatch, que possui uma bateria de 300 mAh e um chip da Texas Instruments, o OMAP3630.

Moto 360 será lançado no Brasil por R$ 899








O Orkut acabou

Posted: 30 Sep 2014 06:10 AM PDT

orkut-arquivo

É oficial: o Orkut foi descontinuado pelo Google na manhã desta terça-feira (30), como anunciado pela empresa há três meses. No lugar da antiga rede social, que esteve no ar por mais de uma década, o Google disponibilizou um arquivo com todo o conteúdo público das milhões de comunidades criadas entre janeiro de 2004 e setembro de 2014.

O Arquivo de Comunidades do Orkut reúne 51 milhões de comunidades, 120 milhões de tópicos e mais de 1 bilhão de interações. Mas boa sorte tentando encontrar o que você está procurando: não há uma ferramenta de busca, e as milhões de comunidades não estão totalmente listadas em ordem alfabética.

comunidade-orkut

Acessando o arquivo, é possível perceber que algumas comunidades ainda eram bastante ativas, especialmente aquelas relacionadas a times de futebol, mas nada perto de quando o Orkut estava em seu auge, em meados da década passada. Os tópicos estão intactos, inclusive com as fotos publicadas pelos usuários e os nomes dos autores das postagens.

Como dissemos, não é mais possível excluir postagens individuais. Se não quiser que seus posts apareçam no arquivo, você pode deletar todos os posts da sua conta — eles sumirão depois de alguns dias. Depoimentos e scraps publicados no seu perfil poderão ser salvos por meio do Google Takeout até setembro de 2016.

O Orkut acabou








Read more »